Boletim Extraordinario Agroalimentario Projectos colaborativos

 

Este boletim emite-se de forma periódica no marco do projecto  CRECEER, e nele se analisam oportunidades tecnológicas e comerciais que podem contribuir ao desenvolvimento de produtos agroalimentares gourmet em nossas zonas rurais.

O projecto CRECEER está cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Interreg V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020.

AGROALIMENTARIO RURAL
Aplicar tecnologia de automação a fábricas de queijo
A empresa galega QUEIZUAR tem contado com AINIA centro tecnológico para digitalizar sua produção através de uma plataforma digital avançada para a gestão da produção. Este sistema ajudará aos maestros  queseros na produção de queijos tradicionais, facilitando-lhes em tempo real os parâmetros necessários para conseguir a  qualidade desejada em todos os produtos que elaboram. Trata-se de aplicar esta tecnologia para automatizar a produção de queijos artesãos tradicionais. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/aplicar-tecnologia-de-automatizacion-queserias-1?destination=ideas%2Farbol
Bombas de pressão para poupança energética em indústrias da carne.
No artigo que se enlaça figura descrita uma solução de poupança energética genérica para a indústria da carne. No entanto, dada a predominância em Castilla e León da indústria da ovelha, pode ser interessante realizar um estudo de caracterização tipo destas soluções nesta industrial, para que os parâmetros de viabilidade e prazo de recuperação fiquem melhor definidos e sejam mais próximos aos empresários que devem tomar as decisões de investimento. O investimento em bombas de pressão para reduzir o consumo pode-se complementar com investimento em geração eléctrica, já seja esta eólica ou fotovoltaica. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/bombas-de-presion-para-ahorro-energetico-en-industrias-carnicas-1?destination=ideas%2Farbol
Digitalizar a agricultura para melhorar os rendimentos no mundo agrário
No artigo propõe-se a agricultura digital como uma nova forma para a protecção e melhora do meio rural. Isto poderia supor uma mudança de tendência na geração de rendimentos que se viram reduzidos desde faz tempo no rural. Propõem-se toda uma série de inovações a adoptar que poderiam ajudar a aumentar a produtividade e o nível de rendimentos do campo. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/agricultura-digital-la-nueva-revolucion-del-medio-rural?destination=ideas%2Farbol
Ligar as ganderías da comunidade através da nuvem
Propõe-se um projecto que estabeleça a conexão das  ganaderías de Castilla e León através da nuvem como melhora de sua informação e da eficiência da gestão do sector.  https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/conectar-las-ganaderias-de-la-comunidad-traves-de-la-nube?destination=ideas%2Farbol
Utilizar satélites na agricultura
No artigo que se acompanha se demonstra como a utilização de imagens de satélite pode ser uma ferramenta que suponha uma mudança qualitativa na agricultura. A detecção temporã de qualquer incidência no campo pode significar economicamente uma grande diferença no rendimento da actividade agrária. Trata-se de empregar imagens procedentes de satélites para definir parâmetros próprios da gestão das explorações agrícolas. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/utilizar-satelites-en-la-agricultura-1?destination=ideas%2Farbol
Realizar um estudo para comparar os custos de uma exploração de uva para vino
Enlaça-se um estudo que estabelece uma metodologia para o cálculo de custos de produção de uva com destino a transformação em vinho. O estudo tem sido declarado com produtores de vinho de toda Espanha para diferentes sistemas de cultivo e manejo da videira. Todos os que se dediquem ao cultivo da videira podem dispor desta ferramenta para a gestão e planejamento de sua exploração, lhes permitindo ter elementos de comparação com respeito a variáveis como tipo de custo, território e tipo de cultivo. Propõe-se um projecto que tome este estudo como uma referência para comparar os custos de uma exploração de uva para vinho. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/realizar-un-estudio-para-comparar-los-costes-de-una-explotacion-de-uva-para-vino?destination=ideas%2Farbol
Valorizar a viabilidade de uma exploração para plantar cânhamo
No artigo que se enlaça propõe que os produtos derivados do cannabidiol (CBD), um componente não activo de moda por suas propriedades terapêuticas, se encontra num  limbo legal. Isto permite que os produtores tenham encontrando um novo filão nesta espécie de erva, eliminada quando a fibra têxtil não era rentável, pela grande demanda de um mercado atraente e em expansão com aplicações em alimentação, cosmética, sementes, papel, etc. Seria viável uma exploração para plantar cânhamo? https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/valorar-la-viabilidad-de-una-explotacion-para-plantar-canamo
Utilizar a estevia nas explorações ganadeiras para a alimentação dos animaisv
No artigo que se enlaça se observa que os resultados da utilização de  estevia na alimentação de animais pode ser uma alternativa que incremente a eficiência alimentar, melhore o valor nutricional, a saúde do animal e a qualidade final dos produtos que se obtêm destes para o consumo humano, com uma carne que melhora sua composição em ácidos de gordura e sua estabilidade em oxidação. Propõe-se utilizar a  estevia para a alimentação dos animais nas explorações ganadeiras. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/utilizar-la-estevia-en-las-explotaciones-ganaderas-para-la-alimentacion-de-los-animales
Desenvolver produtos adaptados à crescente demanda alimentar baseada em vegetais
Segundo o artigo que se enlaça no 60% da população, dentre 20 e 40 anos, durante a pandemia se constatou que têm feito uma alimentação mais saudável. Este dado vem a confirmar a evolução de uma das tendências que se propõe como ganhadora depois da crise sanitária. O projecto a desenvolver seria a elaboração de produtos específicos para os consumidores flexitarianos. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/desarrollar-productos-adaptados-la-creciente-demanda-alimenticia-basada-en-vegetales
Fomentar participação no projecto European Plastic Pact
O European Plastic Pact é uma coalizão público-privada formada por uma rede européia de empresas, estados e outras organizações, para gerir os produtos e embalagens de plástico de um sozinho uso. Ante a abundância dos resíduos plásticos, e com o fim de conseguir uma economia européia do plástico verdadeiramente circular, o propósito dos membros deste pacto é estabelecer uns objectivos comuns ambiciosos e fomentar a cooperação, a inovação e a harmonização a nível europeu. O projecto consistiria em fomentar e conseguir a participação no European Plastic Pact.  https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/fomentar-participacion-en-el-proyecto-european-plastic-pact
Semear aveia nos olivais e avaliar sua rentabilidade em outro tipo de explorações florestais
No artigo enlaçado recolhe-se um trabalho de investigação da Universidade de  Córdoba ( UCO) que tem detectado como a semeia da aveia, a modo de coberta vegetal, tem reduzido a erosão em comparação com o mono cultivo, ao criar bastante cobertura do solo. Ademais, ao ter um conteúdo alto de biomassa, produziu-se um maior sequestro de carbono, reduzindo assim a emissão de carbono e conseguindo solos com mais matéria orgânica e, por tanto, maior fertilidade. O projecto consistiria em semear aveia nos olivais e avaliar se é rentável também em outro tipo de explorações florestais. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/sembrar-avena-en-los-olivares-y-evaluar-su-rentabilidad-en-otro-tipo-de-explotaciones-arbore
Instalação de plantas de aproveitamento de chorumes nas granjas de porco da comunidade
No artigo que se enlaça se propõe o problema meio ambiental que supõe a quantidade de resíduos orgânicos que se gera a cada dia nas granjas de porcos. Segundo o estudo realizado, a mistura bagaço de uva e chorume de porco constitui realmente uma solução válida para as explorações de porco. O projecto que se propõe consiste a instalação de plantas de aproveitamento de chorumes nas granjas de porco da comunidade. https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/content/instalacion-de-plantas-de-aprovechamiento-de-purines-en-las-granjas-de-cerdo-de-la-comunidad?destination=ideas%2Farbol
DEBATES
Estamos em condições de seguir desperdiciando alimentos ao ritmo actual?
No artigo que se acompanha se assinalam umas cifras de desperdicios de alimentos, ao longo de toda a corrente de fornecimento, que nos falam de 300 kg/ano/habitante, mais de 800 g/dia/habitante na UE, uns 200 g/dia/habitante mais que a nível mundial. São cifras, quanto menos, para uma profunda reflexão. Que achas que podemos melhorar desde agora em adiante?

Enlace: https://ade.hontza.es/es/entornosrurales/debate/%C2%BFestamos-en-condiciones-de-seguir-desperdiciando-alimentos-al-ritmo-actual?destination=area-debate

Subvenções para o financiamento de projetos destinados a promover a inovação cofinanciados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER)

Podem candidatar freelancers e PME que tenham a sua sede social ou pelo menos um centro de trabalho em Castilla y León. Comunidades de propriedade, sociedades civis, fundações e associações sem fins lucrativos são excluídas.

O beneficiário deve apresentar o pedido de subvenção antes de iniciar o trabalho no projeto.

Os projectos elegíveis consistiriam na prestação de serviços avançados de aconselhamento e assistência técnica destinados a: protecção dos direitos de propriedade industrial, acesso a deduções fiscais para o desempenho de actividades de investigação e desenvolvimento (I&D) e de inovação tecnológica (TI), assessorando a empresa na inovação, a fim de implementar nela um sistema de eficiência produtiva e/ou melhoria organizacional, e assessoria à empresa em inovação em seus processos de gestão e organização através da implementação do soluções de computação em nuvem.

A concessão das subvenções será realizada em sistema licitatório não competitivo de acordo com sua ordem de apresentação, conforme art. 34 da Lei 13/2005, de 27 de dezembro, e se a documentação está completa e levando em conta a disponibilidade orçamentária.

A ajuda consistirá numa subvenção não reembolsável, que será determinada como uma percentagem fixa de 65% a aplicar ao custo elegível, que poderá atingir 75%, dependendo da localização do projeto.

As candidaturas podem ser apresentadas até à publicação do convite para substituir o presente ou a publicação do fechamento do mesmo.

As condições acima são um resumo não exaustivo de natureza consultiva. Para maior precisão, consulte as informações e documentação disponíveis neste link

SERVIÇO DE VIGILÂNCIA COMPETITIVA

Pode visualizar boletins anteriores fazendo clique AQUI

Para mais informação sobre o projecto CRECEER visite nosso site https://www.creceer.org/pt/inicio-2/

Proyecto CRECEER

Se deseja não receber mais boletins, envie um correio à direcção info@creceer.org com o assunto “BAIXA BOLETIM”.