Boletim Turismo 7b 19

Proyecto CRECEER

Este boletim emite-se de forma periódica no marco do projecto CRECEER, e nele se analisam oportunidades tecnológicas e comerciais que podem contribuir ao desenvolvimento do turismo rural em nossas zonas rurais.

O projecto CRECEER está cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Interreg V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020.

TURISMO RURAL
Castilla León recebe turismo rural de Galiza e o País Basco
Com as lógicas excepções dos visitantes da própria região e a demanda da Comunidade de Madri, tanto por cercania geográfica como por número de habitantes, as principais regiões de procedência das pessoas que pernoitaron em estabelecimentos de turismo rural de Castilla e León no mês de Maio de 2019, são, por esta ordem, País Basco, que representam o 7,53% das pernoitas, e Galiza, que representa o 3,43%, sempre segundo os dados do questionário de ocupação em alojamentos turísticos extra hoteleiros do INE. São dados importantes para orientar o alcance geográfico  preferencial que devem dar os estabelecimentos de turismo rural a suas actividades de marketing.
Um ecossistema impulsor para o salto ao turismo inteligente

Na actualidade, em plena revolução tecnológica, a pressão competitiva obriga a todas as empresas a adoptar mudanças com uma velocidade sem precedentes. Para o sistema turístico, isto representa que, mais cedo que tarde, todas as entidades implicadas têm de operar em chave digital. A grande indústria turística já tem começado seus passos para a transformação digital, mas as PMEs e a administração local avançam a outros ritmos mais lentos. Faz-se necessário criar ecossistemas que ajudem a aumentar este ritmo e fomentem a transformação digital nos destinos, o lugar onde se produzem as experiências turísticas.

Portugal lança uma linha de ajudas para organizar eventos

Os estabelecimentos hoteleiros localizados em zonas de baixa densidade demográfica de Portugal e das regiões autónomas de Açores e Madeira poderão aceder às ajudas que, com uma dotação de 150.000 euros, convoca Turismo de Portugal para realizar congressos e eventos associativos e corporativos. As ajudas estão abertas tanto a entidades públicas como privadas.

Iniciativa para ligar a Espanha Esvaziada

A multinacional Cambium Networks, especializada em soluções avançadas de conectividade sem fíos, tem posto em marcha o projecto Ligar a Espanha Esvaziada cujo objectivo é impulsionar diferentes iniciativas público/privadas para fazer realidade, em curto prazo, uma Espanha 100 por 100 conectada. O acesso a Internet é uma das grandes demandas dos habitantes desta Espanha Esvaziada, no entanto, segundo Cambium “o problema tem uma fácil solução, destinando muitíssimos menos recursos dos necessários para ampliar uma rodovía ou criar uma nova conexão de AVE. Hoje podemos criar autoestradas de comunicação por muito pouco dinheiro e muitos habitantes destas zonas preferem ter Internet a ter AVE”.

Astúrias: sete espaços turísticos terão pontos de recarrega eléctricos

Sete espaços rurais do Principado de Astúrias, nos que existem equipamentos turísticos ou desportivos disporão proximamente de pontos de recarrega de veículos eléctricos. Trata-se de um acordo entre A Sociedade Pública de Gestão e Promoção Turística e Cultural do Principado e a Fundação Asturiana da Energia (Faen), com um investimento estimado de 100.000 euros.

As mulheres ganham terreno no sector do turismo rural

As mulheres a cada vez tomam mais força no sector do turismo rural representando já um 59,51% do total dos proprietários de alojamentos segundo dados extraídos do X Barómetro do Turismo Rural em Espanha. São maioria as proprietárias que gerem sozinhas seu alojamento rural (75,44%), um 16,86% têm empregados a seu cargo, o 4,14% têm a uma pessoa de confiança que gere o negócio e tão só o 3,55% confiam num terceiro para sua gestão e, ademais, têm mais empregados.

47 cruzeiros emitem mais óxidos de enxofre que 260 milhões de carros

Carnival Corporation emitiu em 2017 quase 10 vezes mais dióxido de enxofre (SOX) ao redor da costa européia que o total dos 260 milhões de carros de Europa. E no caso de Royal Caribbean Cruises superou-o em quatro vezes, segundo um relatório realizado por Transport&Environment (T&E). Por sua vez, a Associação Internacional de Linhas de Cruzeiros (CLIA) recusa as conclusões do relatório e reivindica o “compromisso de toda a indústria com a sustentabilidade”. É indudável que o turismo rural é bem mais sustentável que outras formas de turismo, aspecto que se deve potenciar tanto na comunicação como na própria posta em cena dos estabelecimentos, adoptando práticas singelas, mas, ao mesmo tempo, económicas, de cuidado do meio ambiente e respeito à sustentabilidade.

Subvenções para o financiamento de projetos destinados a promover a inovação cofinanciados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER)

Podem candidatar freelancers e PME que tenham a sua sede social ou pelo menos um centro de trabalho em Castilla y León. Comunidades de propriedade, sociedades civis, fundações e associações sem fins lucrativos são excluídas.

O beneficiário deve apresentar o pedido de subvenção antes de iniciar o trabalho no projeto.

Os projectos elegíveis consistiriam na prestação de serviços avançados de aconselhamento e assistência técnica destinados a: protecção dos direitos de propriedade industrial, acesso a deduções fiscais para o desempenho de actividades de investigação e desenvolvimento (I&D) e de inovação tecnológica (TI), assessorando a empresa na inovação, a fim de implementar nela um sistema de eficiência produtiva e/ou melhoria organizacional, e assessoria à empresa em inovação em seus processos de gestão e organização através da implementação do soluções de computação em nuvem.

A concessão das subvenções será realizada em sistema licitatório não competitivo de acordo com sua ordem de apresentação, conforme art. 34 da Lei 13/2005, de 27 de dezembro, e se a documentação está completa e levando em conta a disponibilidade orçamentária.

A ajuda consistirá numa subvenção não reembolsável, que será determinada como uma percentagem fixa de 65% a aplicar ao custo elegível, que poderá atingir 75%, dependendo da localização do projeto.

As candidaturas podem ser apresentadas até à publicação do convite para substituir o presente ou a publicação do fechamento do mesmo.

As condições acima são um resumo não exaustivo de natureza consultiva. Para maior precisão, consulte as informações e documentação disponíveis neste link

SERVIÇO DE VIGILÂNCIA COMPETITIVA

Pode visualizar boletins anteriores fazendo clique AQUI

Para mais informação sobre o projecto CRECEER visite nosso site http://www.creceer.org/pt/inicio-2/

Proyecto CRECEER

Se deseja não receber mais boletins, envie um correio à direcção info@creceer.org com o assunto “BAIXA BOLETIM”.